Como tomar sol para produzir Vitamina D

Adblock Detectado

Nosso site só é possível devido a exibição de anúncios. Por favor, considere nos apoiar desativando o seu bloqueador de anúncios. Desde já agradecemos!

Avalie este post

Todos nos sabemos bem que sol em excesso por causar problemas de saude, mas será que você conhece os benefícios do sol para a nossa saúde como um todo? Pois é, um dos benefícios e a produção de vitamina D através dos raios solares.

Mas você sabe qual a melhor maneira de tomar sol para produzir vitamina D de maneira segura? Então confira o nosso artigo com as melhores dicas para tomar sol e obter todos os benefícios que ele pode proporcionar para a sua saúde.

Como tomar sol para produzir Vitamina D

como-tomar-sol-para-produzir-vitamina-d

Os alimentos considerados fontes abundantes da vitamina D, como peixes e fígado, não proporcionam a quantidade diária mínima necessária desse nutriente. Portanto, a vitamina D gerada na pele através dos raios solares é o principal meio de obtenção dessa vitamina para o corpo. Saiba em que alimentos fontes de vitamina D.

Qual a importância de tomar sol?

E através dos raios solares do tipo ultravioleta B, que nosso corpo consegue produzir a vitamina D e, por meio dela, que o organismo ira conseguir absorver adequadamente o cálcio, e assim fortalecer os ossos.

Portanto, diferentemente do que muitas pessoas imaginam, com temor do câncer de pele, a exposição solar é imprescindível para o bom desempenho e a manutenção da saúde do nosso organismo.

Como posso tomar Sol de forma segura?

Para tomar sol e ainda produzir vitamina D de maneira segura, você pode deixar a pele exposta ao sol todos os dias durante 15 à 20 minutos, lembre-se que para absorver a vitamina D de forma eficiente não se deve utilizar protetor solar.

Este tempo deve ser estendido para 45 minutos à 1 hora ao dia, para pessoas de pele morena e negra. Pois, quanto mais escura a pele, mais complicado é a fabricação de vitamina D.

A exposição ao sol com intuito de produzir vitamina D, deve ser feita preferencialmente ao ar livre, sem barreiras que possam prejudicar como protetor solar ou vidros de carro, e com o máximo de pele exposta a luz, para que os raios UVB atinjam rapidamente a maior porção de pele possível.

Qual o melhor horário para tomar sol?

O melhor horário para tomar sol é depois das 10h da manhã e antes das 16:30h da tarde, porém deve-se evitar tomar sol nos horários entre as 12h e as 15h, que é o período aonde a radiação solar tem maior incidência.

Quais os horários do dia que devemos evitar o sol?

Deve-se evitar pegar sol depois das 10 horas e antes das 16 horas, isso pois, a incidência dos raios é muito mais intensa e risco de problemas como queimaduras e risco de câncer de pele aumentam consideravelmente.

Portanto, sempre que for se expor ao sol nesses horários de maior incidência a indicação é sempre usar protetor solar e procurar se proteger com chapéus e óculos de sol.

Deficiência de vitamina D

como-tomar-sol-para-produzir-vitamina-d-deficiencia

Sabemos que nós obtemos a vitamina D através de alimentos específicos e a partir da exposição à radiação solar. A maior parte dos adultos, não apresentam déficit de vitamina D, e pode não se preocupar muito com isso.

Porém, algumas pessoas, especificamente pessoas com pele escura e que tenham idade maior de 65 anos, apresentam maior nível de risco de gerar a deficiência de vitamina D. A maior parte dos indivíduos não possuem sintomas. Em casos graves de déficit, os indivíduos podem apresentar problemas como ossos finos e frágeis.

O tratamento é feito basicamente através de suplementação de vitamina D e é recomendado pegar sol diariamente.

Idosos e bebês devem tomar sol diariamente, uma vez que eles precisam de ao menos 20 minutos ao luz para elaborar quantidades adequadas dessa vitamina.

As principais consequências da deficiência de vitamina D são:

  • Sintomas depressivos;
  • Eleva o risco de quedas e fraturas ósseas;
  • Pode causar osteomalácia em crianças;
  • Osteoporose;
  • Dor e fraqueza muscular;
  • Diminuição de cálcio e fósforo na corrente sanguínea;

Saiba mais sobre a falta de vitamina D.

Gostou? Compartilhe!