O que comer durante a Reeducação Alimentar?

Seja qual for seu objetivo, emagrecer ou  ter uma vida mais saudável fazer uma Reeducação Alimentar pode não ser tão simples, e algumas duvidas podem surgir no caminho.

Todos sabemos que uma alimentação desregrada têm relação direta com o acúmulo de gordura e diversos problemas de saúde. Mas você sabe quais os alimentos mais recomendados durante esse processo?

Confira o artigo a seguir e saiba já quais Alimentos consumir durante a Reeducação Alimentar.

O que comer durante a Reeducação Alimentar

o-que-comer-durante-a-reeducacao-alimentar

Quando pensamos em fazer uma mudança na alimentação, é normal surgirem algumas dívidas como: Terei que deixar de comer o que gosto? Que alimentos posso consumir?

Para facilitar a sua vida fizemos uma lista com os alimentos para consumir durante a Reeducação Alimentar.

1. Vegetais e Legumes

Esse alimentos são muito saudáveis e devem sempre estar no prato de quem deseja se alimentar de forma mais saudável.

São ricos em vitaminas, minerais e fibras, e diversos nutrientes essenciais para o corpo.

Os principais legumes e vegetais são:

  • Couve;
  • Brócolis;
  • Cenoura;
  • Rúcula;
  • Agrião;
  • Abóbora;
  • Rabanetes;
  • Chuchu;
  • Abobrinha;
  • Pimentão;
  • Pepino.

Uma refeição rica em vegetais e legimes pode evitar diversas doenças provocadas pela falta de nutrientes e prevenir doenças como: obesidade, colesterol alto, diabetes, entre outras.

2. Frutas

Elas são saborosas, nutritivas e trazem mais cor e saúde para a nossa alimentação.

Nem sempre é fácil incluir estes alimentos em uma rotina muitas vezes, corrida. Mas estamos aqui para te mostrar que muito mais simples do que você imagina.

Para facilitar essa tarefa você pode picar algumas frutas e misturar com a sua granola e iogurte, bate-las no suco ou  mesmo fazer uma vitamina.

Veja algumas frutas para consumir:

  • Abacaxi;
  • Banana;
  • Limão;
  • Mamão;
  • Laranja;
  • Maçã;
  • Melancia;
  • Melão.

A dica é consumir estes alimentos, com casca, assim além dos nutrientes,você ainda terá o benefícios das fibras fundamentais ao bom funcionamento do sistema gastrointestinal.

3. Sucos Naturais

Os sucos naturais além de serem muito mais saudáveis que bebidas como refrigerantes por exemplo, ainda contam com  grande quantidade de vitaminas, especialmente a vitamina C, presente nas frutas cítricas como o limão e a acerola.

Veja alguns sucos para experimentar:

  • Suco de frutas vermelhas: 3 morangos + 3 amoras + 1 ameixa
  • Suco verde: 1 folha de couve + Suco de 1 limão + 2 folhas de hortelã
  • Suco de maçã: 2 maçãs + 2 folhas de hortelã
  • Suco de limão e laranja: 2 limões + 2 laranjas

Use sua criatividade e saboreie diversas receitas deliciosas de suco natural.

4. Alimentos com probióticos

Sua função básica é equilibrar a flora intestinal, além disso, os probióticos  presentes nesses alimentos também  reduzem o estufamento da barriga relacionado a intestino preso e acúmulo de gases.

Alguns exemplos de alimentos com probióticos são:

  • Leites fermentados;
  • Iogurtes com lactobacilos;
  • Kefir.

Esse tipo de alimento é muito bem vindo e deve ser consumido regularmente.

5. Alimentos Integrais

Os Alimentos integrais são ricos em fibras, que são importantes para a saúde intestinal bem como no processo de emagrecimento. Além disso, as fibras presentes nesse alimentos desaceleram a absorção da glicose dos alimentos, evitando picos de glicemia e insulina, (hormônio responsável por levar o açúcar para dentro das células).

Alguns exemplos de alimentos ricos em fibras são:

  • Batata doce;
  • Mandioquinha;
  • Arroz integral;
  • Castanhas;
  • Chia;
  • Aveia;
  • Farinha de trigo integral;
  • Pão Integral.

Como esses alimentos ajudam a melhorar o trânsito intestinal, também podem evitar a sensação de estufamento e inchaço na barriga

6. Óleos Funcionais

Os óleos funcionais como o óleo de coco e azeite de oliva são ricos em vitaminas e antioxidantes, além de atuarem no metabolismo das gorduras. O óleo de cártamo e o óleo de coco, por exemplo  agem na aceleração do metabolismo, e estimulam a saciedade.

Bons exemplos de óleos funcionais são:

  • Óleo e Linhaça;
  • Óleo de Coco;
  • Óleo de Cártamo;
  • Óleo de Gergelim;
  • Óleo de Abóbora;
  • Óleo de Amêndoas;
  • Óleo de Girassol;
  • Óleo de Macadâmia.

Gostou? Deixe seu comentário para gente!

Leave a Reply