Azeite de oliva: Quais os benefícios para a Saúde?

Ad Block Detectado

Nosso site só é possível devido a exibição de anúncios online para os nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar apenas desativando o seu bloqueador de anúncios. Desde já agradecemos!

Azeite de oliva: Quais os benefícios para a Saúde?
51 voto

O Azeite de Oliva é um dos mais importantes e antigos entre os óleos comestíveis comercializados mundialmente. Muito utilizado na culinária mediterrânea, se tornou famoso devido a seus muitos benefícios para quem o consome diariamente.

Benefícios do Azeite de Oliva

beneficios-do-azeite-de-oliva

Você já deve ter ouvido comentários a respeito da famosa Dieta mediterrânea, inspirada na refeição típica de lugares como o sul da Itália, o sul da Espanha e Grécia.

A chave para a boa saúde do coração está no feito de que as gorduras da alimentação mediterrânea são especialmente benéficas para o nosso corpo e  um dos principais alimentos desse menu é o Azeite de Oliva, bastante empregado em muitas preparações.

Embaixo, você vai encontrar oito razões para elevar o uso de Azeite de Oliva no seu dia a dia, seja ele empregado como tempero para saladas, como elemento de massas integrais ou mesmo ingerido em jejum.

  • Azeite de Oliva faz muito bem ao coração

Você já ouviu dizer que o azeite de oliva faz bem para o sistema cardíaco? O azeite de oliva reduz a propensão a concentração de placas de gordura nas artérias, as quais poderiam se soltar e fechar o trânsito sanguíneo, o fundamental motivo de infartos e acidentes vasculares.

Isto ocorre visto que ele é cheio de gorduras saudáveis, como o ômega 3. Dessa forma, ele contribui para reforçar os graus do colesterol bom (HDL) e diminuir os graus do colesterol ruim que causa doenças (LDL) (1, 2).

  • Auxilia a evitar o câncer

As azeitonas e o azeite de oliva contêm antioxidantes, como os acteosídeos, o tirosol e os ácidos fenilpropriônicos, que combatem os danos ocasionados pelos radicais livres no DNA da célula. Além disso, eles similarmente fornecem componentes como o esqualeno e os terpenoides, que exercem desempenho anticancerígena (3, 4).

  • Contribui com pele

beneficios-do-azeite-de-oliva-faz-bem-a-pele

O uso do azeite de oliva por via oral auxilia a proteger-se e cuidar das temidas espinhas e o ressecamento da pele, além de agilizar o crescimento do cabelo e reforçar as unhas.

Embora de ser muito comum usar o azeite de oliva direto na pele, unhas e cabelos, o consumo desse mantimento na verdade é benéfica para a beleza e pode ser que até melhor do que a aplicação tópica.

  • Ação Detox

O Azeite de Oliva é um ótimo promotor de uma verdadeira higienização no seu corpo e fígado, o órgão encarregado por nosso metabolismo e por regular quase todos os mais órgãos de maneira direta ou indireta. Exatamente por causa disso, às vezes ele pode necessita passar por um Detox de tempos em tempos.

Para isto, recomenda-se utilizar uma colher de sopa azeite de oliva mexida com meia colher de suco de limão, que auxilia a fortalecer o resultado desintoxicante. Faça isso todos os dias e vai sentir grande diferença na sua saúde.

  • Fortalece a proteção natural do nosso corpo

beneficios-do-azeite-de-oliva-melhora-as-defesas-do-corpo

Nosso sistema imunológico necessita estar hábil para perceber e eliminar microrganismos causadores de diversas doenças.

Porém, se a reação desse sistema estiver bastante exacerbada, as células imunológicas correm o risco de iniciar um ataque a qualquer agente inofensivo ( como um grão de pólen, causando alergias) ou estruturas saudáveis do corpo (como as articulações).

O Azeite de Oliva é cheio de ácidos graxos que auxiliam a reforçar nosso sistema imune, porém sem reforçar a ação inflamatória do corpo, o que seria capaz provocar a doenças autoimunes (5).

Aliás o Azeite de Oliva, nessa história toda, é que regula o sistema imunológico e fortalece as defesas em oposição a vírus e bactérias, porém sem reforçar a reação inflamatória.

  • Pode colaborar para o Alivio da dor

Pesquisas feitos em ratos demonstraram que o azeite de oliva extravirgem possui características analgésicas e anti-inflamatórias e é capaz de estimular a ação de remédios como o ibuprofeno (7).

Os resultados até então não foram comprovados em seres humanos, porém essas pesquisas indicam que uma alimentação envolvendo azeite de oliva pode ajudar para menores graus de dor e inflamação no corpo em geral.

  • Azeite de Oliva modera os níveis de açúcar no sangue

beneficios-do-azeite-de-oliva-regula-os-niveis-de-glicose

Algumas pesquisas científicas demonstram que adicionar o azeite de oliva nas refeições auxilia a diminuir a quantidade de glicose no sangue logo após a refeição, o que seria capaz evitar um agravo de quadros de diabete (7, 8).

Além disso, juntamente com a diminuição dos graus de colesterol ruim, suavizar a concentração de açúcar no sangue inclusive é um coeficiente de proteção do coração e do sistema cardiovascular.

Informação Nutricional do Azeite de oliva

Quantidade
Calorias 884
Gorduras Totais 100 g
Gorduras Saturadas 14 g
Gorduras Poliinsaturadas 11 g
Gorduras Monoinsaturadas 73 g
Colesterol 0 mg
Sódio 2 mg
Potássio 1 mg
Carboidratos 0 g
Fibra Alimentar 0 g
Açúcar 0 g
Proteínas 0 g
Vitamina A 0 IU Vitamina C 0 mg
Cálcio 1 mg Ferro 0,6 mg
Vitamina D 0 IU Vitamina B6 0 mg
Vitamina B12 0 µg Magnésio 0 mg

Vantagens do azeite de oliva

  • Contribui para o controle do colesterol e favorece a saúde cardiovascular.
  • Ajuda na captação de vitaminas lipossolúveis da alimentação (vitaminas A, D, E, K)
  • Fonte de antioxidantes, pode evitar doenças degenerativas e câncer.
  • Atuação anti-inflamatória.

Como é preparado o Azeite de Oliva?

O Azeite de Oliva é adquirido por meio da prensagem de azeitonas maduras, que é combinado especialmente por processos físicos: limpeza, moagem, prelo fria e centrifugação.

Não são adicionados produtos químicos para agilitar a extração, dessa forma, o resultado é um produto de ótima qualidade, não fermentado e de baixa acidez.

Tipos de Azeite de Oliva

tipo-de-azeite-de-oliva

Vários elementos tem influencia na qualidade do azeite de oliva, como a diversidade da oliva, condições climáticas na etapa de fabricação, tipo de solo, costumes do cultivo, estado de maturidade das azeitonas, acidez e tempo de processamento das azeitonas após a coleta. Dessa forma, o óleo pode ser catalogado em distintos tipos:

  • Extravirgem

Tem acidez menor ou aproximado a 0,80%, e é bem classificado nos testes sensoriais. É um produtos de alta qualidade e geralmente empregado na confecção de pratos ou saladas.

  • Virgem

Ótima qualidade, porém pode entregar “defeitos” de odor e sabor em analogia ao óleo extravirgem. Apresenta acidez entre 0,8 a 2%.

  • Virgem lampante

Possui acidez superior a 2%. Não pode ser usado de modo direto e, para que seja vendido, precisa passar por refinação. Por meio do óleo lampante, são capazes de ser produzidos mais 2 tipos de azeites:

Refinado

Adquirido de azeitonas com modificações sensoriais, geralmente devido a perturbações climáticas.

Por meio do refino, é excluído inconvenientes relativo a coloração, gosto, aroma, além de parte das vitaminas e mais nutrientes. No entanto, a estrutura química do óleo não é modificada, ficando em um produto com acidez de até 0,3%.

Não é comercializado aos consumidores, sendo indicado especialmente ao utilização industrial. Pode também ser combinado com mais tipos de óleo, como o óleo virgem ou extravirgem. Precisa ter acidez aproximado ou inferior a 1%.

Composto

É um óleo de qualidade inferior, trata-se de um refinado misturado com mais tipos de óleos, como o óleo de soja.

O que significa a acidez do Azeite de Oliva?

A acidez determina a qualidade do produto. O conteúdo de acidez depende de diversos elementos, como por exemplo, as pragas que estiveram em contato com a oliva, o clima, a manuseamento das azeitonas, o processamento de fabricação e armazenamento do óleo. Qualquer falha sofrida pela oliva ao longo a safra, transporte e estocagem, origina modificações e elevação da acidez.

Gostou? Compartilhe!